Mães acampam até dia 13 para conseguir vaga em Várzea Grande

Mães acampam em frente a um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI), em Várzea Grande, uma semana antes do dia da matrícula, para tentar garantir vaga aos filhos. A unidade Caetano da Costa -Vô Caetano, no bairro Ouro Verde, tem 20 vagas no total e elas já foram “preenchidas” por quem está na fila. A matrícula será somente na próxima segunda-feira (13).

A fila começou a ser formada na noite de terça-feira (7). A espera até a próxima semana acontece embaixo de duas tendas ou dentro das barracas que foram armadas do lado de fora. Durante a chuva, na noite de terça-feira, muitas se protegeram nas barracas e até mesmo numa casa em frente à unidade escolar.

Um cartaz fixado na parede do CMEI indica que a unidade ofertará 18 vagas para crianças de 2 anos e duas para 3 anos completos. Para manter a fila organizada, as mães organizaram uma lista de chamada. Em um caderno é anotado o nome de quem chega e qual a vaga de interesse.

Quem não estiver no local, na hora da conferência, perde a preferência. Foi assim com dois nomes que tinham sido cadastrados anteriormente para assegurar vagas para as crianças de 2 anos. Durante a chamada no início da tarde de quarta-feira (8), as mulheres não estavam. Pouco tempo depois, outros nomes foram cadastrados.

 

Outro lado

 

A Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande alega que a medida extrema adotada pelas mães é desnecessária porque o sistema educacional possui as vagas necessárias para atender a demanda. Conforme a Pasta, apenas na educação infantil, para crianças de 2 e 3 anos, serão ofertadas 1.457 vagas. No geral, são mais de 5,5 mil novas vagas.

O poder municipal reconhece que há preferência por parte dos pais para manter os filhos nas unidades escolares perto de casa, o que é feito dentro das possibilidades de cada unidade. Esse, inclusive, é um dos critérios considerados durante as matrículas e rematrículas, porém, há ainda outros pontos a serem analisados, conforme diretrizes do Ministério da Educação.

O secretário Silvio Fidelis reforça que é desnecessário que pais durmam em frente às unidades escolares. O titular da pasta, contudo, reconhece que a maior demanda está na educação infantil. Fidelis aponta que das 5.558 novas vagas de todo o sistema, quase 70% será para o atendimento das crianças de 2 a 5 anos. Reitera que a cidade conta com 22 Centros Municipais de Educação Infantil e outras 12 unidades estão em obras e devem ser finalizadas este ano.

Com relação às matrículas que se iniciam na próxima segunda-feira (13) e seguem até quarta-feira (15), a gerente de Legislação e Normas da Secretaria, Creonice de Oliveira Barbosa, destaca que os pais ou responsáveis devem procurar a unidade escolar desejada com antecedência para se certificarem da relação de documentos necessária e evitar problemas para efetivação das matrículas para os estudantes nas séries iniciais ou finais. “Todas as vagas serão preenchidas pelos responsáveis de forma presencial”, orienta.

Esse período de matrículas para alunos novos também pode ser utilizado pelos pais e ou responsáveis que perderam o prazo para a rematrícula, entre 11 e 13 de dezembro do ano passado. “Mesmo sendo aluno da rede, não há vaga assegurada e ele entra na mesma disputa que o aluno novo, concorrendo à vaga”. Várzea Grande fechou o ano de 2019 com 27.164 alunos matriculados, sendo 10.040 na educação infantil e o restante no ensino fundamental.

 

You may also like

Deixe o seu comentário