Operário Várzea-grandense empata com Santa Cruz e está eliminado da Copa do Brasil

O Operário de Várzea Grande e Santa Cruz não saíram do 0 a 0, na estreia das duas equipes na Copa do Brasil, ontem à noite, na Arena Pantanal, em Cuiabá. Com esse resultado, o time de Mato Grosso está eliminado da competição já que precisava vencer nesta primeira fase. Já a equipe de Pernambuco avançou à segunda fase da competição nacional que jogava por empate simples para ficar com a vaga.

Agora, a Cobra Coral deve encarar o Atlético Goianiense ou o União de Rondonópolis, que jogam nesta quinta-feira a primeira fase da Copa do Brasil.  O confronto será às 20h30, no estádio Luthero Lopes, em Rondonópolis. Para ficar com a vaga, a equipe de Mato Grosso terá que vencer para seguir na competição.

O jogo – O Operário começou bem o jogo e fazendo cruzamento na área do Santa Cruz. O primeiro lance de perigo saiu dos pés de Gil Mineiro, que lançou direto e a defesa da Cobra Coral afastou. Não demorou muito e a equipe de Recife apareceu com Mayco Félix, que deu um belo chapéu em Kaio Cristian, mas finalizou mal. Aos 6, Augusto do Santa Cruz mandou de longe, mas pegou muito mal da bola.

Aos 8, Caio recebeu primeiro cartão amarelo do jogo. Ele deixou o braço no rosto do jogador do Santa Cruz. Aos 11, boa oportunidade para o Operário. Picachu bateu forte e a bola bateu na trave. Aos 18, o Santa Cruz avançou buscando o resultado fora de casa. Didira fez cobrança curta, mas Natan estava atendo e conseguiu afastar com tranquilidade.

Aos 21, o Santa Cruz lançou na área após cobrança de falta. A defesa do Operário quase se atrapalhou para tirar a bola da linda do gol e por pouco não levou o primeiro. Aos 27, Fabiano cruzou da esquerda na tentativa de adiantar o setor ofensivo, mas a bola parou nas mãos do goleiro Igor Rayan do Operário.

Aos 32, Picachu jogou a bola na área do Santa Cruz, mas muito sucesso na tentativa de colocar pressão. Defesa da Cobra Coral sempre bem posicionada. Aos 34, Gil Mineiro fez cruzamento rasteiro, mas sem sucesso. Defesa da Cobra Coral tirou com tranquilidade. Aos 38, Natan recebe bom passe de Picachu e tenta mandar de loge, mas o goleiro Maycon do Santa Cruz só precisou encostar na bola para neutralizar o lance. O primeiro tempo seguiu até os 47 minutos e sem oportunidades claras de gol.

Na etapa complementar, o técnico Luiz Gabardo do Operário não fez alterações. Já Itamar Schulle do Santa Cruz tirou Augusto Potiguar e colocou Jeremias, que nos primeiros minutos cruzou direto e a defesa da equipe de Mato Grosso fez o corte. Aos 10, Kaio Cristian tentou jogada na esquerda e cruzou por baixo, mas sem sucesso. Equipe do Santa mais atenda no segundo tempo.

Aos 21, Vandinho recebeu livre de marcação na entrada da área do Santa Cruz, armou jogada, tentou chute e acabou neutralizado pela defesa. Aos 29, Mayco Felix faz boa jogada individual, mas acabou se empolgando e  chutando de longe  e sem perigo. Por muito pouco o Operário não abriu o marcador aos 31 minutos. Pipico evitou que a cobrança direta de João entrasse no gol. Aos 40, o Santa Cruz teve boa oportunidade de abrir o marcador. Na cobrança de escanteio, Mayco aproveitou sobra e mandou para o gol, mas árbitro anulou a jogada apontado falta do atacante. Um susto grande para equipe de Mato Grosso.

Aos 42, precisando mudar o placar de qualquer madeira, o Operário tentou pressionar, mas defesa do Santa Cruz se manteve calma e segurou o resultado da classificação. O jogo foi até os 47  minutos e terminou em 0 a 0. Placar que garantiu o Santa Cruz na próxima fase.

You may also like

Deixe o seu comentário