PJMT retoma arrecadação de alimentos para animais vítimas de incêndios no Pantanal

A partir desta quarta-feira (13) o Tribunal de Justiça de Mato Grosso, por meio do Núcleo Socioambiental, retoma a campanha de arrecadação de frutas para amparar os animais que sobreviveram ao incêndio do Pantanal mato-grossense.

Conforme dados do Laboratório de Aplicações e Satélites Ambientais (Lasa), de janeiro a setembro de 2020 foram consumidos pelo fogo uma área de 29% de todo o Pantanal, o equivalente a mais de 4 milhões de hectares em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Os pontos de coleta que foram muito utilizados em 2020 estarão novamente à disposição de servidores e do público externo em três locais: Tribunal de Justiça e fóruns de Cuiabá e Várzea Grande. Toda quarta-feira é dia D de doação e as frutas serão recolhidas das 8h às 15h.

No ano passado, cerca de meia tonelada de alimentos entre melancia, mamão e banana foram arrecadados pela ação do judiciário. Todo material foi entregue ao grupo “É o Bicho MT”, voluntários que fazem a distribuição das frutas em locais no Pantanal monitorados e indicados como os que os animais mais procuram por comida.

Especialistas afirmam que levará ao menos 50 anos para a vegetação se recuperar, germinar e produz frutos, o que torna essas doações tão essenciais.

O que doar 

Podem ser doados caju, goiaba, manga, banana, laranja, melancia, mamão, abacaxi, melão e maçã em bom estado de conservação. Também são aceitas doações de ovos, verduras como milho in natura, chuchu, abobrinha verde e mandioca, desde que bem conservados.

Não serão recebidas frutas podres ou amassadas, elas devem estar em bom estado de conservação.

Aqueles que quiserem fazer doações em grande quantidade devem levar os alimentos diretamente na câmara fria, no Bairro Porto, onde estão sendo guardados para serem levados posteriormente ao Pantanal.

Assessoria

You may also like

Deixe o seu comentário