Fórum de Cuiabá ganha iluminação especial com cores da Justiça Inclusiva

As cores da Justiça Inclusiva dão o tom na fachada do Fórum de Cuiabá. Azul, verde, roxo, cor de laranja, vermelho, amarelo, cor-de-rosa e lilás são algumas das cores das campanhas apoiadas e realizadas ao longo de todo o ano pelo Poder Judiciário de Mato Grosso e que retratam a política inclusiva da atual gestão do Tribunal de Justiça estadual.

A presidente do TJMT, desembargadora Maria Helena Póvoas ressalta a importância do olhar voltado para as mais variadas causas e campanhas de inclusão, uma vez que o Judiciário exerce seu papel além das decisões, com ações voltadas para social, cidadania.

Ações em consonância com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 16, da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), que tem visa promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

“Buscamos oferecer uma justiça verdadeiramente eficiente, acessível e inclusiva, sobretudo nos rincões de Mato Grosso, nas comarcas onde o jurisdicionado precisa do serviço da Justiça. Digo que não se atinge a eficiência sem equidade e inclusão e esse é o nosso lema, que está no Plano de Gestão e é isso o que queremos deixar para a sociedade, um Judiciário mais acessível, inclusivo”.

É o que ocorre no Fórum da Capital, onde cada vez mais o acesso e inclusão se fazem presentes, mesmo durante o período de pandemia da Covid-19, onde há a necessidade do distanciamento social.

O juiz Lídio Modesto, diretor do Foro, explica que mesmo de forma remota o acesso é amplo graças ao uso das tecnologias disponíveis, bem como grande parte das ações realizadas, para o público interno e externo, quanto às campanhas de conscientização e que estão presentes, representadas na fachada do Fórum.

“A reforma, desde a gestão passada, da fachada, instalação de ar condicionado, ou seja, melhoria para atendimento dos nossos clientes internos e externos contemplou também esse serviço de iluminação da fachada do prédio do fórum. Certamente isso vai proporcionar que nós possamos ter uma justiça inclusiva também nesse aspecto de campanhas de conscientização. Estamos fazendo trabalhos de forma inclusiva e com abertura de espaço para aqueles que nos procura.”

Mais acessível

O juiz Lídio Modesto destacou o acesso à justiça de forma irrestrita, mesmo durante o período pandêmico. “Estamos desenvolvendo os trabalhos, mesmo com dificuldade, em razão da pandemia, da melhor forma possível para que tanto servidores quanto nossos clientes externos possam ter acesso ao Judiciário. Lançamos mão da tecnologia da informação e disponibilizamos todos os telefones, de todas as unidades por meio de Whatsapp Business para que as partes e operadores de Direito possam ter acesso irrestrito aos serviços judiciais e administrativos do Fórum da Capital. Até mesmo os processos que estão arquivados estão disponíveis para desarquivamento e, portanto, acessados pelo público externo. Temos os serviços de carga e recebimento dos processos para operadores do Direito, feito de forma controlada, com toda proteção e segurança sanitária para que não haja risco para os servidores nem para o público externo.”

You may also like

Deixe o seu comentário