Uma pessoa morreu por Covid a cada 19 minutos na última semana em MT

Uma pessoa morreu por Covid-19 a cada 19 minutos em Mato Grosso, na última semana. Segundo os dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES), foram 524 mortes em decorrência do novo coronavírus do dia 18 até essa quinta-feira (26). 

Na última semana, 74 mortes por Covid-19, em média, foram registradas por dia no estado. 

A faixa etária com maior número de óbitos foi a de 61 a 70 anos, com 133 mortes,representando 25% o índice total. Em seguida estão os idosos de 71 a 80 anos, com 117 mortes. 

Na semana anterior, entre os dias 11 e 18, foram 469 óbitos confirmados no total, uma média de 67 por dia. Ou seja, a cada 21 minutos, uma pessoa morreu vítima da doença. 

Já há duas semanas, do dia 4 ao dia 11 , foram 341 mortes. Ou seja, a Covid-19 fez uma vítima a cada 29 minutos nesse período. 

Dessa forma, os dados apontam que onúmero de mortes por hora está aumentando ao longo das semanas. O mês de março, antes de terminar, já é o mais fatal desde o início da pandemia em Mato Grosso.

Até essa quinta-feira (25), 7.168 pessoas morreram pelo coronavírus e 297 mil pessoas foram infecatadas desde o início da pandemia, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Só em março, 1.328 pessoas morreram vítimas da Covid-19 em Mato Grosso.

Faltando cinco dias para acabar, março já superou o número de mortes em julho de 2020, quando, até então, havia sido registrado o pico da pandemia, com 1.213 mortes.

Na segunda-feira (22), o estado registrou o maior número de mortes em 24 horas desde o início da pandemia: foram 125 óbitos confirmados, média de 1 morte a cada 12 minutos. 

Na última terça (19), o mês de março tornou-se o mais fatal da pandemia também em todo o Brasil. 

Mato Grosso é o 10º estado a ter o mês de março como o mais fatal. Os outros são: Minas Gerais, São PauloParaná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, RondôniaTocantins, Goiás e Bahia.

Aumento no número de mortes de jovens

Março também é o mês mais fatal, até agora, para os jovens entre 18 e 30 anos. Apesar da taxa de mortalidade por Covid-19 entre os jovens ser pequena (menos de 2%) no estado, este mês já registra o maior número desde o início da pandemia. 

Até então, julho de 2020 era o mês em que mais jovens tinham sido vítimas da Covid-19.

G1

You may also like

Deixe o seu comentário