VG acolhe orientação e é 1ª cidade a decretar lockdown por 10 dias em MT

Várzea Grande sai na frente como o primeiro município de Mato Grosso a confirmar que vai fechar tudo por 10 dias como forma de conter o avanço da Covid-19, conforme sugeriu o Governo do Estado em novo decreto editado na tarde desta quinta-feira (25). O anúncio oficial deverá ser feito ainda nesta sexta-feira (26), levando-se em conta que o prefeito Kalil Baracat (MDB) e demais integrantes do Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus estão reunidos agora pela manhã definindo os últimos detalhes do decreto municipal ser publicado nas próximas horas.

A informação foi confirmada ao FOLHAMAX pelo secretário de Comunicação, Marcos Lemos, o Marcão. “Estamos reunidos no Comitê agora. Não tem muito o que discutir. Vamos fechar, mas seremos mais rigorosos com os serviços considerados essenciais”, informou o secretário.

Para alinhar os últimos detalhes e definir sobre os serviços essenciais que vão continuar funcionando, bem como as medidas e obrigações que precisarão ser cumpridas à risca, o prefeito pediu para chamar representantes do comércio e da indústria. A ideia é tentar buscar uma “decisão uniforme que contemple a todos”.

Em âmbito estadual, o Governo de Mato Grosso atualizou as medidas restritivas para frear a contaminação pela covid-19 no Estado e impôs a proibição pelos próximos 15 dias de consumo de bebida alcoólica nos locais de venda, ainda que dentro dos horários permitidos para funcionamento. Tal medida é impositiva e precisa ser cumprida pelos 141 municípios mato-grossenses.

No novo decreto estadual, o Governo do Estado reativou o sistema de classificação de risco, que recomenda as medidas mais adequadas aos municípios, de acordo com o nível de contágio. Em caso de não cumprimento das medidas elencadas na classificação, caberá aos órgãos de controle a adoção das medidas cabíveis.

No caso de Várzea Grande, a classificação mostra que o risco é muito alto de propagação da Covid-19 e por isso a recomendação foi pela decretação de lockdown pelos próximos 10 dias.

O sistema de classificação de risco acompanha, analisa e faz a avaliação estratégica sobre a evolução do coronavírus em Mato Grosso, com base nos dados de crescimento da contaminação, na taxa de ocupação das UTIs para a doença na rede pública e também pelo número de casos ativos. Com esses dados, a classificação aponta para quatro níveis: baixo, moderado, alto e muito alto. Entre as principais medidas previstas no decreto estadual estão: o funcionamento das atividades econômicas passa a vigorar das 5h às 20h e toque de recolher a partir das 21h.

A exceção abrange estabelecimentos e serviços como farmácias, imprensa, hospedagem, serviços de guincho, segurança e vigilância privada, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências), indústrias, transporte de alimentos e grãos, e serviços de manutenção de atividades essenciais, como água, energia, telefone e coleta de lixo, bem como dos funcionários, prestadores e consumidores das atividades e serviços cujo funcionamento é permitido após as 20h. Também fica autorizado o sistema de delivery até às 23h59.

Seguindo esse decreto estadual, o prefeito Kalil Baracat vai publicar decreto municipal seguindo essas orientações. Até a tarde desta quinta-feira, Várzea Grande já havia notificado 785 mortes em decorrência da Covid-19 e 19.009 casos de coronavírus desde o início da pandemia e março de 2020. No rankig geral das 10 cidades mato-grossenses com mais registros de casos e mortes pelo coronavírus, Várzea Grande ocupa a 3ª posição, atrás de Rondonópolis e Cuiabá.

Folha Max

You may also like

Deixe o seu comentário