Energia terá bandeira tarifária amarela em dezembro

A tarifa de energia será mais barata no mês de dezembro, mudança anunciada pela Annel (Agência Nacional de Energia Elétrica). A bandeira tarifária fica amarela e terá custo de R$ 1,34 para cada 100 quilowatts-hora consumidos, mas ainda precisam tomar cuidado para não levar um susto com a conta.

A Annel justificou, que no mês passado vigorou a bandeira vermelha, pelo fato do regime de chuvas regulares na, principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN) estar abaixo do padrão histórico.

Já a mudança da bandeira vermelha para amarela é que as previsões meteorológicas mostram que haverá melhora nas condições de chuva nas principais bacias hidrográficas do SIN (Sistema Interligado Nacional).

Os consumidores devem ficar atentos especialmente aos encargos que estão relacionados ao consumo de cada unidade, que são escalonados por faixa de consumo, pois dezembro é um mês de calor intenso e está em plano verão.

O funcionamento das bandeiras tarifárias tem três cores: verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) que indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

No dia 21 de maio, a agência aprovou um reajuste no valor das bandeiras tarifárias. Com os novos valores, caso haja o acionamento, o acréscimo cobrado na conta pelo acionamento da bandeira amarela passou de R$ 1 para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos. Apesar de o valor estimado ser de R$ 1,50, a Aneel não explicou o porquê da cobrança de R$ 1,343 em dezembro de 2019.

Já a bandeira vermelha patamar 1 passou de R$ 3 para R$ 4 a cada 100 kWh e no patamar 2 da bandeira passou de R$ 5 para R$ 6 por 100 kWh consumidos. A bandeira verde não tem cobrança extra.

Os recursos pagos pelos consumidores vão para uma conta específica e depois são repassados às distribuidoras de energia para compensar o custo extra da produção de energia em períodos de seca.

You may also like

Deixe o seu comentário