Luverdense perde para o Bahia de Feira e é eliminado na 1ª fase da Copa do Brasil

O Luverdense perdeu para o modesto Bahia de Feira, por 3 a 1, e está eliminado da Copa do Brasil. O time de Lucas do Rio Verde precisava apenas empatar que avançaria para a segunda fase. Jogou mal, foi surpreendido e amarga a eliminação. O time baiano, que receberá R$ 600 mil por conquistar a vaga, espera o vencedor de Paraná ou Palmas (TO) na segunda fase. O jogo aconteceu ontem (4) em Feira de Santana (BA).

O Luverdense começou pressionando e assustando o time baiano. Em 8 minutos foram três ataques. Mas, aos poucos o Bahia foi melhorando, Pedro Pires recebeu de Menezes e quando iria ao gol, o zagueiro Murilo, do Luverdense, fez falta evitando que entrasse na área. Na sequência do lance, o Tremendão não aproveitou.

O Luverdense jogava com liberdade no meio e pelas laterais, com melhor aproveitamento na posse de bola mas com dificuldades para furar a zaga. E foi surpreendido aos 11 minutos, no contra ataque rápido. Neguinho dominou lançamento Cafone, mandou para a área e Deon mandou, de esquerda, no canto e fez o gol – Bahia da Feira 1 a 0.

O Luverdense buscou responder rápido. Pela direita a bola foi lançada para a grande área e o goleiro da equipe baiana saiu bem e defendeu. O Bahia cresceu no jogo. Aos 15 minutos, o atacante Deon mandou para Neguinho que chutou forte mas o goleiro Felipe espalmou para escanteio.

O time de Lucas do Rio Verde quase chegou ao empate aos 21. Rogerio chegou bem na grande área com jogada perigosa e a arbitragem marcou falta. Aos 23, o Bahia de Feira perdeu um dos seus principais jogadores. O armador Pedro Pires sofreu falta, não teve condições de ficar em campo e Leo Porto entrou.

O Luverdense chegou com perigo aos 30 minutos. Samuca entrou na grande área, a zaga mandou para fora. Luan cobrou escanteio mas a arbitragem marcou falta do ataque. O Bahia voltou a ter contra ataque rápido. Pela direita, Neguinho cruzou, Deon escorou de cabeça e, na sequência, Diones mandou para fora.

Aos 35 minutos mais Luverdense. Luan cobrou falta, mandou para a área e a zaga tirou para escanteio. Luan cobrou e novamente foi para linha de fundo. Na sequência, Leo foi tirar o ataque e sofreu falta. O Bahia de Feira quase fez o 2º no lance seguinte. Deon chutou bem e o goleiro Felipe defendeu. O Verdão passou sufoco nos dois lances seguintes.

No finalzinho do primeiro tempo, o Bahia de Feira perdeu mais um jogador que estava fazendo a diferença na partida. Neguinho levou pancada no tornozelo, sentiu muito e saiu chorando. Pelé entrou no seu lugar.

No intervalo, o técnico Zé Roberto fez duas mudanças no Luverdense. Tirou Josué e colocou Almeida para a equipe ter mais velocidade no ataque em busca do empate e se classificar. Tasso saiu da zaga e entrou Rafael Rodrigues. A equipe de Lucas do Rio Verde começou o segundo tempo melhorando a sintonia do meio com ataque enquanto o Bahia se fechou um pouco mais e explorava contra ataques. Ruan, do Luverdense, aproveitou bom passe, chutou e a bola foi para a linha de fundo. Aos 13 minutos, Luverdense cobrou falta mas sem perigo. Em seguida, boa jogada pela direita, a bola foi cruzada para Almeida que estava impedido para alívio do Bahia.

Aos 21 minutos, um balde água gelada no Verdão, o Bahia de Feira fez o segundo gol !. O zagueiro Menezes subiu mais que o sistema defensivo do Luverdense, cabeceou, o goleiro falhou e mandou para o fundo da rede: 2 a 0. O resultado abriu boa vantagem para o time baiano porque o empate classificava a equipe de Lucas (por estar melhor no ranking).

O Tremendão continuou mandando na partida e o Luverdense batendo cabeça. Aos 25 minutos, Jarbas, prata da casa, entrou pela direita, limpou o lateral do time de Lucas, chutou forte e marcou gol: 3 a 0 para o Feira da Bahia !. O Luverdense precisava marcar 3 para ficar com a vaga. O time de Feira de Santana se fechou ainda mais, com os 11 em seu campo, e passou a administrar a considerável vantagem. Alan acertou bom chute mas o goleiro do time baiano defendeu novamente. Aos 38, uma das pouquíssimas jogadas de perigo criada pelo Verdão, com chute forte que passou tirando tirando tinta da trave.

A última mudança feita por Zé Roberto, aos 40 minutos. Cauê entrou e Gean saiu. Não demorou 2 minutos e Cauê mandou um foguete e acertou no ângulo, marcando gol para o Luverdense e diminuindo: 3 a 1.  O jovem talento do time de Lucas chamou a responsabilidade e esquentou a partida nos instantes finais. Ele engatou jogada pela direita, mandou para a grande área mas a bolsa saiu. Aos 43, Jarbas fez falta, levou vermelho deixando o Bahia de Feira com 10.

Nos instantes finais, teve confusão, o treinador Zé Roberto invadiu o campo para protestar e foi expulso. Nos acréscimos, em cobrança de falta, Samuca cobrou falta para o Luverdense, o goleiro defendeu e a partida acabou.

A classificação do Bahia de Feira foi assistida na Arena Cajueiro por 1.398 pagantes, com renda de R$ 13,5 mil. Essa foi a 8ª participação do Luverdense na Copa do Brasil enquanto o time baiano disputa pela 3ª vez.

 

You may also like

Deixe o seu comentário