Mato Grosso registra primeira suspeita de coronavírus

Uma mulher de 34 anos, identificada como K.C., está internada e isolada no Hospital Regional de Rondonópolis (215 quilômetros de Cuiabá) por suspeita de ter contraído coronavírus. Ela viajou recentemente para Ásia (pais não informado), começou passar mal na noite da última quinta-feira (6), logo depois de retornar para Mato Grosso.

Este é o primeiro caso em Mato Grosso em que se cogita a possibilidade de que um paciente esteja carregando o vírus. A informação foi confirmada pela gerente da Saúde Coletiva da Secretaria Municipal de Rondonópolis, Gil Machado.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), devidamente preparada com um uniforme adequado, foi quem encaminhou a paciente para o Hospital Regional, onde ela permanece em quarentena.

O secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, está empenhado em deixar o Estado preparado para lidar com o risco do coronavírus, doença que começou na China e tem se espalhado rapidamente pelo mundo.

Coronavírus

A província chinesa de Hubei, epicentro da epidemia do novo coronavírus, o 2019 n-CoV, registrou 69 novas mortes, de acordo com atualização da noite de quinta-feira (06). Com isso, são 637 óbitos no país. Outros 2.447 casos foram confirmados apenas na região mais afetada, totalizando mais de 31.211 mil em toda a China.

O novo vírus é apontado como uma variação da família coronavírus. Os primeiros foram identificados em meados da década de 1960, de acordo com o Ministério da Saúde.

A variação originada na China foi nomeada oficialmente pela Organização Mundial de Saúde como “Doença Respiratória de 2019-nCoV” em 30 de janeiro. Ainda não está claro como ocorreu a mutação que permitiu o surgimento do novo vírus.

Ainda não se sabe como se deu a primeira transmissão para humanos. A suspeita é que tenha sido por algum animal silvestre.

You may also like

Deixe o seu comentário