A verdade sobre os fatos!

Antes de sairmos apontando dedos, vamos entender o que de fato ocorreu na infeliz operação de fiscalização integrada entre Policia Militar, Detran e SEMOB na cidade de Cuiabá/MT, em que supostamente uma viatura policial foi removida pela SEMOB?

A mídia toda vem dizendo (e grande parte acreditando) que os famosos removeram na blitz da última quarta-feira (19) uma viatura da polícia judiciária civil. Porém, o que ninguém sabe é que não se tratava verdadeiramente de viatura.

Segundo o sistema de checagem utilizados pelos agentes de fiscalização, assim como a polícia militar de trânsito, não havia qualquer indício que se tratava de carro oficial.

O VW/Gol não estava caracterizado, não era de propriedade da empresa que aluga os veículos ao Estado, não estava acautelado, bem como seu último licenciamento datava de 2018 (além disso, cheio de multas!).

O policial civil, condutor do veículo, não provou que estava em horário de serviço, assim como não foi capaz de fazer contraprova ao que constava no sistema de checagem.

Entenda o modus operandis da PJC:
Veículos apreendidos em ocasiões de roubo, tráfico, etc., podem ser utilizados pelo órgão policial judiciário para atividade do dia-a-dia da delegacia. Todavia, deve ser precedido de autorização judicial!

O que ocorreu é que se tratava de um desses veículos. E, como se sabe, alguém seria responsabilizado por esse uso irregular!

Voltando aos fatos… os agentes, então, removeram o veículo ao pátio da SEMOB, aplicando a medida administrativa prevista no Código de Trânsito brasileiro (Art. 230, V), assim como na Resolução 623 do Contran.

Tudo levou a crer que se tratava de veículo utilizado irregularmente pelo policial, que tentou o agente pra ser ver livre de punição.

No intuito de livrar o companheiro, policiais civis chegaram na blitz, inclusive dando voz de prisão à servidora que havia feito a remoção do veículo.

Segundo relatos, parecia cena de filme, giroflex ligado, derrapagem e tudo mais.
Desceram esbravejando e desacatando os demais servidores. Arrogância e prepotência pra mais de metro!

Pra piorar, foi constatado que a viatura na qual os policiais se utilizaram para chegar ao local também tinha o licenciamento em atraso!

Depois disso, saíram de fininho…
Que vexame, não?
E você, cidadão, acha justo policial passar ileso em blitz e você não?

You may also like

Deixe o seu comentário