Semed entrega material para atividades escolares em domicílio durante pandemia em Rondonópolis

Pais de alunos da educação infantil e do ensino fundamental da Rede Pública de Ensino de Rondonópolis receberam, ontem (8), kits pedagógicos que fazem parte do programa Atividades para além da Escola desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Com o material contido nos kits, esses estudantes podem dar prosseguimento ao aprendizado em casa, enquanto as medidas para enfrentamento do coronavírus impedem as atividades presenciais em sala de aula.

Cada kit traz caderno, lápis, jogos, obras literárias, sugestões de atividades de educação infantil, entre outros conteúdos que possam municiar os alunos no aprendizado, ainda que remotamente.

“Nos espelhamos em experiências de sucesso em outros estados e elaboramos o programa. Então, flexibilizamos o cronograma que deve ser executado sobre três pilares: a Secretaria de Educação, a escola e a família”, comenta a secretária de Educação, Maristela Moraes. Ela observa que cada objeto encaminhado ao aluno está ligado a uma prática que ele deve realizar. “O material ofertado é fundamentado no conteúdo escolar que seria executado presencialmente”, ressalta.

Todo conteúdo entregue serve de apoio para o cumprimento das tarefas. Dessa forma, os materiais disponíveis levam em conta as idiossincrasias dos estudantes a que se destinam.

“Construímos um kit próprio para crianças, outro voltado para alunos com necessidades especiais e assim por diante a fim de atender a todos em suas particularidades”, compartilha a secretária.

Com os objetos em mãos, os pais devem dar o suporte à criança na realização das atividades, de acordo Maristela. Ela lembra que, apesar do apoio familiar, os docentes são imprescindíveis no andamento do aprendizado.

“Os professores vão mediar à distância, em geral, por meio de grupos de WhatsApp. Se houver alguma família que não tenha acesso a essa tecnologia, ela pode marcar de ir à escola, pois os educadores estarão de prontidão atendendo os estudantes periodicamente”.

Nesta primeira etapa, segundo a titular da Educação, os pais recebem uma ficha para relatar o desenvolvimento do filho no lar, suas facilidades e dificuldades. A devolução das tarefas de cada etapa deve ocorrer quinzenalmente ou mensalmente, dependendo do exercício. E a cada 15 dias novas práticas são disponibilizadas aos estudantes.

“Estamos nos reinventando, essa é a palavra de ordem. Afinal, fazer diferente não nos impede de fazer. Não tem como manter a Rede de Ensino ativa sem quebrar paradigmas e superar a zona de conforto”, define Maristela sobre as soluções encontradas pela Semed para este período de combate à Covid-19.

You may also like

Deixe o seu comentário