Secretário da Educação é afastado e se manifesta através de artigo

O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos, afastado na manhã de ontem terça-feira (23) por ordem judicial, afirmou em artigo que de acordo com o gestor, através das instituições democráticas como a Polícia Judiciária Civil (PJC) e o Ministério Público (MP), a Justiça prevalecerá.

Ele é alvo da investigação que aponta lavagem de dinheiro por meio de contrato na Secretaria Municipal de Educação desde 2017. Além de Alex, a pasta teve como secretário Rafael de Oliveira Cotrim, que também é investigado.

O ex-secretário afirmou, em entrevista à imprensa, que pediu exoneração para focar em sua defesa e para garantir que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) possa tomar as decisões que considerar necessárias para verificar de forma administrativa as suspeitas.

A informação de pedido de exoneração foi confirmada pela assessoria de imprensa da Prefeitura de Cuiabá.

O secretário deixou claro que o PCJ, MP e Poder Judiciário fizeram a sua parte. Portanto, afirma continuar sim, acreditando nestas respeitáveis instituições, pois sabe que através delas a Justiça prevalecerá. Em comunicado, a prefeitura de Cuiabá informou que daria cumprimento à ordem de afastamento cautelar e que sentiu o gosto amargo do jogo político e interesse dos grandes.

A pasta buscou soluções como a entrega de cestas básicas a famílias vulneráveis que possuem filhos matriculados na rede municipal e aulas online, que também são transmitidas pela televisão, entre outros, mesmo com a pandemia de coronavírus.

Artigo na íntegra:

O jogo é bruto

Hoje, acordei com sentimento amargo na boca. E a dúvida é: se todo o progresso à frente da gestão pública municipal foi em vão?!

Ao receber a decisão cautelar (decisão judicial não se discute e, sim, se cumpre), me deu a sensação de que tudo o que fiz à frente de um órgão público, o qual impacta e influencia, diretamente, a vida de 50 mil famílias cuiabanas, nada teve de avanço.

Senti o gosto amargo do jogo político e interesses dos grandes. Deixo claro que o PCJ, MP e Poder Judiciário fizeram a sua parte. Portanto, continuo, sim, acreditando nestas respeitáveis instituições, pois sei que através delas a Justiça prevalecerá.

A minha origem profissional é a iniciativa privada, seguindo o caminho e o sonho dos meus pais. Ao longo dos anos, constitui minha empresa e meu escritório jurídico, que são minhas conquistas.

Desta forma, tudo o que sou, tudo que possuo são frutos do meu trabalho junto às mesmas, e não de um cargo público de caráter provisório, assumido junto a este Município.

Apesar do desligamento de forma abrupta, tenho a plena convicção que fiz o meu melhor.
Levo comigo a certeza de que a educação municipal cuiabana cresceu muito e não perde nem um pouco ao ensino particular, estando pronta para crescer ainda mais.

Seus servidores, sem exceção, são honestos, aos quais agradeço de coração!! Agradeço, ainda, o prefeito por ter acreditado.
Tenho a fé de que tudo, ao seu tempo, será esclarecido. Força, Foco e Fé!!!!

Alex Vieira Passos, Advogado e Empresário, Casado, Pai, Filho, Irmão e Amigo.

You may also like

Deixe o seu comentário